Nuvem lenticular é vista no Japão e cria cenário fascinante sob o topo do Monte Fuji

Uma das paisagens mais impressionantes do Japão com certeza é a vista para o Monte Fuji, um dos pontos mais marcantes do país.

A vista para o Monte Fuji consegue tirar o fôlego de qualquer visitante e não precisa de muita habilidade para conseguir registrar fotos impressionantes do ponto mais alto do Japão, já que a paisagem possui um total de zero defeitos:

(Crédito: Vivian Kieko)

E falando em foto, o registro de um usuário japonês está chamando a atenção no twitter, uma vez que ele conseguiu fotografar um fenômeno extremamente raro: a formação de nuvens lenticulares no topo do Monte Fuji.

(Crédito: @taitan21)

A foto levantou várias teorias irônicas como:

“(…) isso é uma nave espacial, certo?”

“Eu acho que o Monte Fuji pode estar em erupção”

“Sem dúvida, se você viajar para o centro daquela nuvem encontrará Laputa (Studio Ghibli’s/ Castle in the Sky)”

“Os deuses estão fazendo algodão doce?”

No entanto, há uma explicação científica por trás da formação dessas nuvens. As nuvens lenticulares, também conhecidas como “笠雲” kasa-gumo em japonês, são formadas quando o ar úmido é soprado pelo centro sobre o topo de uma montanha alta, e conforme o vento se move para o outro lado, ele forma uma corrente semelhante a uma onda e o ar acaba esfriando. Quando o ar esfria, uma nuvem se forma onde o vento está subindo e descendo, e a corrente lateral reduzida a mantém no lugar sobrepondo nuvens cada vez maiores.

Veja a imagem de uma nuvem que se formou no dia 18 de setembro na província de Yamanashi:

(Crédito: @_sj1024)

E você, já viu alguma nuvem rara no Japão? 

#curiosidades


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.