A Toyota Motor Corp., disse que irá abolir o cargo de vice-presidente de sua empresa a partir do dia  de abril.

A ideia da empresa é esclarecer os papéis principais de sua empresa, diminuindo as camadas de gestão.

A Toyota terá 21 oficiais operacionais com igual poder abaixo do presidente, e essas pessoas serão divididas em quatro grupos, incluindo diretores-chefes e diretores regionais.

Os atuais vice-presidentes da empresa, Didier Leroy e Moritaka Yoshida, renunciarão, mas Leroy irá continuar com o seu cargo dentro do conselho.

Em janeiro de 2019, a Toyota já tinha abolido o seu cargo de Diretor, em um esforço para agilizar as decisões dentro de suas empresa, mas mesmo assim, a atual mudança foi necessária.

“Julguei necessária essas mudanças para me comunicar diretamente com os líderes da próxima geração, diminuindo as camadas de gestão, e aumentando o tempo para compartilhar nossas preocupações todos juntos”, disse Akio Toyoda, o atual presidente da Toyota.

 


Vice-presidente da Toyota perderá o seu cargo Japão