Pai admite ser culpado pela morte de filha de 10 anos

Um homem se declarou culpado nessa última sexta-feira (21) perante as acusações de que ele teria abusado sua filha de 10 anos que faleceu em janeiro do ano passado. Mesmo admitindo culpa, o homem disse que algumas das acusações feitas estavam erradas e falou a respeito com os policiais.

Eu nunca a fiz passar fome ou a enfraqueci. Também não a fiz ficar em pé ou dei banho nela com água gelada” declarou Yuichiro Kurihara, de 42 anos, na primeira audiência na Corte de Chiba onde estava sendo acusado de abuso infantil. Durante o julgamento, ele apresentou um remorso profundo. “O que eu fiz com a minha filha é além do âmbito disciplinar. Eu estava ansioso para ver seu futuro mas eu mesmo fiz isso ser impossível de acontecer“.

Em março do ano passado, Kurihara foi indiciado por ser responsável pela morte de Mia por a privar de sono e de nutrição, assim como aparentemente ‘dar banho gelado nela’, entre os dias 22 e 24 de janeiro. A garota foi encontrada morta no banheiro de sua casa em Noda, Chiba, no dia 24 de janeiro de 2019. O homem também enfrenta acusações por abusar fisicamente da garota entre dezembro de 2018 e janeiro de 2019, além de bater em sua mulher Nagisa, de 33 anos.

Ele abusava repetitivamente da Mia quando alguma coisa o perturbava e ele liberava o estresse assim. Por fim, ela morreu devido ao abuso diário e contínuo” disse o promotor do caso.

Em junho do ano passado, a Corte sentenciou Nagisa a 30 meses na prisão por ser cúmplice do marido em relação ao seu tratamento com Mia.  Quando sua sentença foi lida, a Corte disse que foi difícil para Nagisa resistir ao marido devido à suas condições físicas e mentais.

O interrogatório do réu será realizado entre os dias 4 e 6 de março, e espera-se uma sentença no dia 19.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.