Partes de corpo humano são encontradas em escombros em campus universitário no Japão

Uma parte de um esqueleto humana que parece ter sido cortada foi encontrada nos escombros do que costumava ser o Campus Hakozaki da Universidade Kyushu em Fukuoka no dia 7 de abril. Uma investigação policial foi iniciada.

A polícia recebeu uma ligação por volta das 11h25 de um trabalhador envolvido na demolição do local na ala Higashi de Fukuoka, aonde ele disse que “encontrou algo que parece um fêmur entre os destroços”.

De acordo com uma fonte próxima à investigação, os restos mortais foram encontrados em um ponto de coleta de lixo na propriedade para o qual os entulhos da demolição estavam sendo transferidos. A parte do corpo, que se acredita ser do quadril até às duas coxas, não estava em nenhum tipo de recipiente ou coberta, mas tinha um pedaço de pano que se acredita ser uma roupa presa. O cadáver parcial parecia pertencer a um adulto, mas o sexo é desconhecido. Além disso, haviam certas marcas nos ossos das coxas que indicavam que estes foram cortados.

A polícia da província de Fukuoka iniciou uma investigação e deve realizar uma autópsia para descobrir a identidade do corpo e a causa da morte.

O Campus Hakozaki da Universidade de Kyushu foi transferido para a Ala Nishi da cidade em 2018, e o local agora está quase vazio. A Estação JR Hakozaki e o Santuário Hakozaki estão localizados em um raio de 1 km do local.

Trabalhadores do local disseram ao jornal Mainichi que os veículos da polícia chegaram um após o outro pouco antes do meio-dia do dia 7.

Um trabalhador de 51 anos disse: “A área é cercada, mas qualquer um pode entrar se subir e passar (as cercas). É assustador”. Outro trabalhador, de 24 anos, disse ao Mainichi: “Qualquer um poderia entrar à noite logo após o fechamento do campus. Já vi pessoas fumando cigarros (na propriedade)”. Ele também disse que viu um vídeo mostrando a área nas mídias sociais no que parecia ser alguém em algum tipo de trote ou desafio.

Fonte: The Mainichi

Imagem de capa: Akihiko Tsuchida

Matérias relacionadas

Homem é acusado de matar seu avô e outras 2 pessoas em Hamamatsu

Japão tem recorde de 5.400 casos envolvendo maconha em 2021

Casal japonês é preso por supostamente forçar mulher a se prostituir 598 vezes

#diaadia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.