via:

Japão

Partido do governo japonês convida mulheres para reuniões importantes – desde que não falem

2021.02.18

O Partido Liberal Democrata (LDP), partido atualmente no poder, propôs permitir que cinco legisladoras observassem as reuniões do conselho que são exclusivamente de presença masculinas.

Segundo informações da reportagem da BBC, elas não podem falar durante a reunião – apenas podem enviar opiniões depois que a reunião acabar.

Isso acontece dias após o chefe do comitê organizador das Olimpíadas de Tokyo ter renunciado, ao fazer comentários sexistas que desencadearam questões sobre a enorme desigualdade de gênero no Japão.

O secretário-geral do partido, Toshihiro Nikai, 82, , disse em entrevista coletiva na terça-feira sobre o plano de trazer uma perspectiva feminina para as reuniões do conselho que é exclusivamente de participação masculina.

O secretário disse estar ciente das críticas sobre a nomeação de uma diretoria com participação majoritariamente masculina, e que é importante que as mulheres do partido “olhem” o processo de tomada de decisão, disse ele à Reuters.

“É importante entender completamente que tipo de discussão está acontecendo. Dê uma olhada, e saber do que se trata”, disse ele.

A mídia japonesa informou que as cinco mulheres teriam permissão para participar como observadoras nas reuniões do conselho de tomada de decisões, mas não teriam permissão para falar. Podendo apenas enviar suas opiniões à secretaria posteriormente.

Ainda não houve resposta por parte do grupo de mulheres sobre o plano do partido de “inclusão” feminina nas reuniões.

#diaadia

Leia também: