Pesquisa aponta descuidos da população japonesa em relação à Covid-19

A Associação Japonesa de Doenças Infecciosas e a Sociedade Japonesa de Prevenção e Controle de Infecções realizaram em conjunto uma pesquisa, através de uma sondagem on-line, onde foram entrevistadas mil pessoas residentes na região metropolitana de Tóquio e pertencentes à faixa etária dos 20 anos aos 60 anos de idade.

Na consulta, 87,7% dos entrevistados disseram lavar as mãos com frequência para evitar infecções; índice seguido pelo do uso de máscara, com 87,4%; e pelo índice de desinfecção das mãos, com 65,9%.

Os resultados mostraram a adequação das medidas contra infecções limitadas ao uso de máscara e à desinfecção das mãos.

Diante da pergunta de que atitudes são decisivas para enfrentar a propagação do coronavírus, 69% citaram a importância de evitar três circunstâncias tidas como principais: espaços confinados, locais com aglomerações e contato próximo entre as pessoas.

De forma similar, 44% disseram ser importante evitar refeições fora de casa com indivíduos que não sejam os próprios familiares.

O professor Yotsuyanagi Hiroshi, do Instituto de Ciência Médica da Universidade de Tóquio, faz uma advertência contrária à percepção de que o uso de máscara seja suficiente para manter afastado o vírus. Ele enfatiza a necessidade da população se questionar se não está fazendo coisas que possam ser consideradas descuidos.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.