Pesquisa aponta que 62,9% dos estrangeiros no Japão já foram interrogados pela polícia

Um total de 62,9% das pessoas no Japão com raízes estrangeiras foram interrogadas pela polícia nos últimos cinco anos, mostraram resultados preliminares de uma pesquisa recente da Ordem dos Advogados de Tóquio, afirmando que o resultado é evidência de um comportamento tendencioso dos policiais.

A pesquisa sobre perfis raciais atraiu respostas de 2.094 pessoas com raízes em países estrangeiros. A associação disse que realizou a pesquisa após receber reclamações de que muitas dessas pessoas foram interrogadas pela polícia aparentemente devido à sua aparência.

Entre os indivíduos abordados pela polícia nos últimos cinco anos, 50,4% foram parados “de duas a cinco vezes”, enquanto 10,8% foram questionados “de seis a nove vezes” e 11,5% “10 vezes ou mais”, segundo a pesquisa realizada entre 11 de janeiro e 28 de fevereiro.

Um total de 70,3% desses indivíduos disse que “se sentiu desconfortável” com o interrogatório policial, enquanto 85,4% disseram que a polícia os abordou ao perceber que eles eram estrangeiros. A maioria dessas pessoas acreditava que os oficiais agiam de tal maneira e tinham essa consciência por causa de sua aparência.

Uma lei japonesa que rege os policiais de plantão permite que eles questionem as pessoas se houver motivos para suspeitar que cometeram um ato ou crime incomum. Mas 76,9% das pessoas questionadas pelos policiais na pesquisa disseram que não havia razão para serem tratadas com suspeita.

Em uma seção de descrição livre, alguns escreveram que, depois que os oficiais souberam de sua nacionalidade estrangeira, eles mostraram “comportamento arrogante” em relação a eles.

A Embaixada dos EUA em Tóquio havia alertado em sua conta oficial no Twitter no ano passado que estava recebendo relatos de “suspeitos de incidentes de discriminação racial” com vários estrangeiros “detidos, interrogados e revistados” pela polícia.

Lembrem-se: sempre andem com seus documentos em dia para evitar confusão caso você seja parado pela polícia!

Fonte: The Mainichi

Imagem de capa: Kyodo News, pessoas em protesto contra maus-tratos por parte da polícia japonesa de um homem curdo

Matérias relacionadas

Justiça japonesa ordena investigação do caso de abuso contra estagiário estrangeiro

Empresa abre porta para minorias encontrarem moradia no Japão sem preconceitos

Ogino Ginko: conheça a história da primeira médica do Japão

#diaadia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.