DIA A DIA

Informação, cultura, turismo e entretenimento para brasileiros no Japão

Pesquisa revela aumento do número de japoneses que nunca tiveram relações sexuais e não querem namorar

Uma pesquisa do Instituto Nacional de Pesquisa de População e Previdência Social revelou que o número de pessoas que nunca namoraram, nunca tiveram relações sexuais ou não querem um relacionamento está aumentando no Japão. A pesquisa foi realizada em 2021, coletando respostas de 14.011 solteiros e 9.401 recém-casados.

Há um tempo, o Japão enfrenta o problema do declínio da taxa de natalidade e o envelhecimento da população. O governo está trabalhando para apoiar a criação dos filhos e melhorar o ambiente de trabalho para as mulheres e assim aumentar o número de nascimentos.

Na “Pesquisa Básica sobre Tendências de Nascimento” realizada pelo Instituto Nacional de Pesquisas Populacionais e Previdenciárias em junho de 2021, várias pessoas solteiras foram questionadas sobre sua experiência em namorar.

Homens e mulheres de 18 a 19 anos responderam que quase não têm experiência de namoro. Além disso, cerca de 30% das mulheres e quase 40% dos homens com mais de 20 anos nunca estiveram em um relacionamento.

Crédito: Nippon

Observando a tendência da proporção de mulheres que nunca tiveram relações sexuais, o número de mulheres diminuiu da década de 1990 para o início dos anos 2000, mas desde 2005, o número de pessoas inexperientes aumentou. O número de homens que nunca tiveram experiências sexuais também aumentou desde 2005.

Na pesquisa de 2021, 52,6% das pessoas de 20 a 24 anos, 35% das de 25 a 29 anos e 39,7% dos 30 a 34 anos não tinham experiência sexual. 

A proporção daqueles que não têm namorados também está aumentando em comparação com as pesquisas de 2010 e 2015. Em 2021, foi descoberto que 64,2% das mulheres e 72,2% dos homens não têm namorado(a).

Crédito: Nippon

Desses, 1 em cada 3 homens e mulheres responderam que “não querem particularmente namorar”.

A pesquisa “Birth Trend Survey” é realizada a cada cinco anos para investigar as atitudes em relação ao casamento e ao parto, mas desta vez, foi adiada por um ano devido à pandemia.

Leia mais:

Fonte: Nippon

Imagem de destaque: PIXTA

#diaadia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *