Preço médio de terrenos residenciais no Japão sobe pela 1ª vez em 31 anos

O preço médio de terrenos residenciais no Japão sobe 0,1% comparado ao ano de 2021, esse é o primeiro aumento em 31 anos.

Os preços médios comerciais e gerais dos terrenos subiram 0,5% e 0,3%, respectivamente, ambos se recuperando pela primeira vez em três anos.

“A medida que as atividades econômicas se normalizam, a tendência de recuperação dos preços da terra ocorre em todo o país”, disse um funcionário do governo, citando os aumentos de preços nas áreas metropolitanas de Tóquio e Nagoya, além de quatro grandes cidades regionais de Sapporo, Sendai, Hiroshima e Fukuoka.

O preço médio de terrenos no Japão diminuiu após o colapso da bolha inflada no começo da década de 90, considerada a “década perdida”.

Embora a velocidade de declínio tenha diminuído a partir de 2010, aumentou em 2020 com o início da pandemia, chegando a 0,5% de declínio no próximo ano.

Nesse ano, 14 províncias de 47 tiveram aumento no preço de terrenos residenciais, enquanto 32 províncias tiveram diminuição. Já o preço médio na província de Ibaraki, permaneceu estável.

A pesquisa foi realizada com base nos 21,444 sites em todo o país, contando com todos os tipos de terrenos: comerciais, residenciais, e industriais.

Alguns pontos turísticos e distritos comerciais viram os valores dos terrenos aumentarem devido ao aumento das atividades com as restrições da pandemia menos rigorosas.

O maior declínio foi de 8,7% na província de Fukushima, nas áreas residenciais de Koriyama, após a região ser devastada pelo tufão em 2019.

O local de construção comercial Meidi-ya Ginza, no distrito comercial de Tóquio, obteve o preço mais alto por metro quadrado pelo 17º ano consecutivo de 39,3 milhões de ienes.

Fonte: Kyodo News

#diaadia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.