Provavelmente, o Japão não verá tufões em 2020, primeira vez em 12 anos

Até o momento, em 2020, nenhum tufão foi confirmado como tendo atingido o arquipélago japonês. É raro uma tempestade tropical chegar ao Japão em novembro ou dezembro, então, se a situação continuar assim, 2020 será a primeira vez em 12 anos que o país não verá nenhum tufão chegar à terra.

Segundo a Agência Meteorológica do Japão (JMA), a causa é em última análise, coincidência, e por isso pede que a população fique em alerta para qualquer desastre futuro.

A JMA define “landfall” como uma situação na qual o centro de um tufão atinge a costa de qualquer região entre a ilha mais ao norte de Hokkaido e a ilha de Kyushu, no sudoeste do Japão. Os tufões que cruzam Okinawa e outras pequenas ilhas não são consideradas.

No período entre 2000 e 2019, uma media de 3,15 tufões atingiram o continente a cada ano. Só no ano de 2019, cinco tufões atingiram o país, sendo dois deles os que causaram enormes danos às comunidades, o Faxai e o Hagibis.

Desde 1951, quando o Japão começou a registrar os tufões, apenas quatro anos anteriores não foram feitos nenhum registro: 1984, 1986, 2000 e 2008. O número de tufões que se desenvolveram este ano também foi baixo, com apenas 22 se formando até 20 de novembro e 7 deles se aproximando das ilhas japonesas.

Segundo a JMA, este fenômeno é o resultado de uma série de fatores coincidentes. As temperaturas da superfície do mar no Oceano Índico foram altas até o final de julho, e as correntes de ar que isso criou ajudaram a neutralizar as correntes de convecção, que causam o desenvolvimento de tufões.

A partir de agosto, os sistemas de alta pressão do Pacífico Norte bloquearam os caminhos dos tufões enquanto os sistemas cobriam o arquipélago japonês e as tempestades tropicais viajavam para o norte, disse a Agência. Em outubro, o tufão Chan-hom se aproximou do país, mas um vórtice nos céus acabou puxando-o para o sul em uma meia-volta.

Mas mesmo que o número de tufões tenha diminuído, isso não significa que pessoas e propriedades não tenham sido afetadas por desastres. Em setembro, um alerta especial foi emitido quando o tufão Haishen se aproximava da região Kyushu. Embora tenha perdido força, ainda assim causou deslizamentos na província de Miyazaki que deixaram pessoas mortas ou desaparecidas.

“Mesmo que não haja landfalls este ano, não podemos ter uma visão otimista sobre o próximo ano. É importante ter a mentalidade de que desastres podem ocorrer e se preparar para eles” disse um funcionário da JMA.

#diaadia


画像に alt 属性が指定されていません。ファイル名: 8CCE36D7-1639-4222-9425-C9621820626F.jpeg

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.