Quais empregos no Japão têm mais e menos horas extras? 

O Japão é um país conhecido por suas longas jornadas de trabalho. Se você está trabalhando no Japão, provavelmente já teve que fazer horas extras, o famoso zangyou. 

Antes da pandemia, as horas extras eram mais frequentes. Ainda sim, para muitos empregos no Japão, não é uma questão de se você terá que fazer ou não horas extras, mas quantas horas extras precisará fazer.

O site de empregos japonês Doda entrevistou 15.000 pessoas que trabalham em 90 áreas diferentes, para descobrir quem faz mais e menos horas extras. 

As pesquisas foram realizadas entre abril e junho do ano passado.Os resultados também mostram uma grande diferença na quantidade de horas extras feitas por homens e mulheres.

 PAKUTASO

Os entrevistados, com idades entre 20 e 59 anos, trabalhavam em média 20,8 horas extras por mês. Embora essa média seja de apenas uma hora por dia (considerando um mês de trabalho de 20 dias), um em cada cinco (20,1%) entrevistados disse que fez mais de 40 horas extras.

No topo, 5,5% dos participantes estavam fazendo 60 horas extras ou mais no mês.

Cargos em que os entrevistados trabalharam menos horas extras por mês

CargoHoras extras por mês (média)
Secretária/recepcionista10,5 horas
Assistente de consultório médico10,5 horas
Assistente de escritório de vendas11,1 horas
Vendas de agências do setor financeiro11,4 horas
Assistente de escritório geral11,8 horas

Dos 10 empregos com menos horas extras, sete deles eram cargos de assistente. Outras menções honrosas na lista de horas extras foram tradutora (14,4 horas) e cozinheira/garçonete, que empatou em 13.º lugar e cosmetologistas (16,1 horas), incluindo cabeleireiros e massagistas, em 17.º lugar.

freepik

Empregos que as pessoas trabalharam mais horas extras

Cargo Horas extras por mês (média)
Gerenciamento de construção fora do local38,3 horas
Publicação/publicidade/web/produtor de vídeo/diretor/planejador32,5 horas
Gerenciamento de construção no local31,8 horas
Projeto arquitetônico29,8 horas
Coordenação de contratação/pessoal29,2 horas

Se você trabalha como produtor, diretor ou planejador, então provavelmente está trabalhando muitas horas em seus projetos.

Thinkstock

Em contraste com os cargos de assistente (com menos horas extras), os cargos de gerente e cargos em áreas criativas, business, consultor de TI (26,1 horas) e criador de videogames (25,8 horas) estão entre os trabalhos com mais horas extras.

Divididos em faixas etárias, os mais jovens trabalharam menos horas extras do que os entrevistados mais velhos. As pessoas na faixa dos 40 anos são os que mais fazem horas extras.

Média de horas extras trabalhadas por mês:
● Idade 20-29: 16,8 horas
● Idade 30-39: 21,7 horas
● Idade 40-49: 22,2 horas
● Idade 50-59: 20,8 horas

O maior número de gerentes homens do que mulheres nos locais de trabalho também pode ter contribuído para que os homens fizessem consideravelmente mais horas extras do que as mulheres.

Média de horas extras trabalhadas por mês:
● Homens de 20 a 29 anos: 18,4 horas
● Mulheres de 20 a 29 anos: 15,1 horas
● Homens de 30 a 39 anos: 24,3 horas
● Mulheres de 30 a 39 anos: 15,4 horas
● Homens de 40 a 49 anos: 24,7 horas
● Mulheres de 40 a 49 anos: 16 horas
● Homens de 50 a 59 anos: 22,3 horas
● Mulheres de 50 a 59 anos: 16 horas

Aproximadamente um em cada quatro entrevistados (24%) disse que trabalhava cinco ou menos horas extras por mês.

E aí, você imaginava quais eram os empregos com mais e menos horas extras?

Fonte: Sora News

Leia também:

Top 5 coisas que os japoneses mais sentem falta na vida de solteiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.