Suga anuncia novas medidas para conter as infecções, incluindo penalidades

O Japão estendeu o estado de emergência para mais sete prefeituras na quarta-feira (13), afetando mais da metade da população em meio ao aumento dos casos de coronavírus em todo o país.

O primeiro-ministro Yoshihide Suga anunciou que suspenderá a entrada para visitantes de negócios ou outros com permissão de residência, e proibirá a entrada de todos os visitantes estrangeiros enquanto o estado de emergência estiver em vigor.

O estado de emergência cobrirá mais sete prefeituras além de Tóquio, Saitama, Chiba e Kanagawa, e entrará em vigor hoje (14) até dia 7 de fevereiro.

“A grave situação continua, mas essas medidas são indispensáveis para virar a maré para melhor”- comentou Suga em uma entrevista coletiva, curvando-se para pedir a compreensão da população.

Quais prefeituras estão em estado de emergência?

No momento são: Tóquio, Saitama, Kanagawa, Chiba, Osaka, Kyoto, Hyogo, Fukuoka, Aichi, Gifu e Tochigi.

O que irá mudar?

Crédito: Reuters

O governo está solicitando que os bares e restaurantes nessas províncias fechem às 20:00 horas e que as empresas tenham pelo menos 70% de seus funcionários em home-office. Os residentes também serão solicitados a evitar sair de casa por motivos não essenciais. No entanto, escolas, academias, teatros e lojas permanecerão abertos.

Suga recebeu muitas críticas por não ter tomado medidas rígidas logo no início do surto, uma vez que os casos de coronavírus e o número de mortes quase dobraram no final do ano passado para 300.000 e 4.100.

Sobre as penalidades

Crédito:Reuters

As pessoas estão ficando cada vez mais cansadas e se tornando menos cooperativas do que antes, e para que as medidas contra o vírus sejam realmente eficazes, Suga disse que buscará uma revisão legal no parlamento para que as autoridades possam penalizar os proprietários que não cumprirem as solicitações. No entanto, também irá recompensar aqueles que seguirem corretamente.

Leia também:

#coronavírus


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.