Superintendente do conselho educacional renuncia após declarar que GUERRA seria uma solução para o coronavírus

O superintendente do conselho educacional de Tsubame, em Niigata (no centro do Japão) anunciou que renunciará após ter dito que uma guerra seria a solução para a pandemia do coronavírus.

Hiroshi Endo, de 55 anos, distribuiu um documento em uma reunião regular do conselho educacional da cidade no final de agosto que afirmava que “a guerra resolveria a pandemia do coronavírus“. Em uma coletiva de imprensa realizada no mesmo dia, Endo disse em referência ao comentário de guerra: “Não era minha verdadeira intenção, mas peço desculpas do fundo do meu coração aos residentes da cidade por fazê-los sentir desconforto ou ansiedade profunda.

De acordo com o Conselho Municipal de Educação de Tsubame, o relatório distribuido por Endo constatava que “a maneira de resolver a pandemia do coronavírus em um curto período de tempo seria estourar uma grande guerra em algum lugar”, “se a China e os Estados Unidos iniciarem uma guerra em algum lugar fora de seus próprios países, o dinheiro se moverá“e ainda que isso “provavelmente daria um impulso à economia”.

Nessa quarta-feira, ele anunciou que deixará seu cargo no final desse mês.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.