WWF diz que o Japão pode operar com 50% de energias renováveis até 2030

Em dezembro, o grupo de conservação global, World Wide Fund for Nature, apresentou um plano de ação para apoiar a meta do país de neutralidade de carbono até 2050.

O WWF é o último grupo a fazer lobby junto ao governo japonês desde o anúncio da meta em outubro. O plano do WWF envolve um cronograma diferente e mudanças drásticas na forma como o Japão atende às suas necessidades energéticas. A NHK World conversou com Konishi Masako, analista de política energética da organização, sobre a proposta do grupo:

  • Abandonando o uso do carvão

Conforme WWF, o Japão deve aumentar sua meta de redução de emissões de gases de efeito estufa para 2030, para isso o país deverá abolir totalmente o uso do carvão como fonte de energia.

  • Potencial do Japão para energia renovável

O WWF Japão contratou uma organização privada chamada Research Institute for Systems Technology para avaliar como o país poderia fazer a transição com sua infraestrutura elétrica atual para um fornecimento de energia sem carvão e sem nuclear.

O grupo simulou as gerações de energia eólica e solar em 842 pontos em todo o país monitorando dados de hora em hora da Agência Meteorológica do Japão ao longo do ano.

Concluiu-se que, a energia eólica e solar pode se complementar em cada região, com o Japão capaz de produzir quase 50% de suas necessidades de energia usando energia renovável até 2030.

Konishi observa que a matriz energética prevista pela WWF para 2030, exige a reorganização da rede elétrica do país. Ela diz que isso é em grande parte um desafio corporativo para as empresas de eletricidade e incita o governo japonês a apoiar as mudanças necessárias.

  • Aproveitando o hidrogênio

De acordo com Konishi, o Japão tem uma ferramenta poderosa na manga: a tecnologia de energia do hidrogênio. Eles tem grandes esperanças de que o país se torne líder neste setor.

” Quando você preenche a demanda de energia com fontes naturais como solar e eólica, que dependem das condições climáticas, você acaba produzindo muito excedente de energia”, diz Konishi. ” Mas essa energia excedente pode ser usada para quebrar a água em hidrogênio. E, dessa forma, o Japão tem uma nova fonte de energia chamada hidrogênio verde”

  • Tornando-se verde em meio a uma crise econômica

Enquanto o Japão lida com os efeitos econômicos do coronavírus, Konishi recebe sinais de que o governo vê a descarbonização como uma possível estratégia de crescimento.

O WWF continua preocupado se o país pode abrir mão do carvão. De uma perspectiva mais ampla, Konishi tem esperanças de que o Japão possa aproveitar a oportunidade para impulsionar a sua economia atingida pelo coronavírus e ajudar o meio ambiente ao mesmo tempo.

#diaadia

Leia também;

https://diaadia.jp/blog/microsoft-quer-tirar-todo-o-dioxido-de-carbono-da-atmosfera/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.