Isolamento na adolescência | Patrícia Garcia

2021.03.05

Essa palavra ganhou força desde o início da pandemia, ficamos isolados dos grupos sociais que participávamos por um bom tempo. Ainda hoje aqui no Japão, utilizamos da liberdade com responsabilidade, mantendo distância e sendo categóricos com as aglomerações. O período que vivemos requer esses cuidados! E tá tudo bem.

Contudo, o isolamento na adolescência não necessariamente acontece por causa da pandemia. Há jovens que preferem o quarto do que os grupos sociais; o game e as redes sociais ao invés da interação presencial. A adolescência é uma fase complicada com a abundância de novas experiências, alteração nos níveis de hormônios, busca pela identidade e a construção de novos relacionamentos.

Isolamento na adolescência | Patrícia Garcia

É muito comum o adolescente se distanciar dos pais por inúmeras razões – vergonha, vontade de ser independente, necessidade de afirmar que não é mais criança, conflitos emocionais, influências de amigos, entre outras. Para ele, esse distanciamento pode não ser nada demais, mas, para os pais, é um tanto desesperador.

Assim, identificamos alguns fatores que podem ser desafiantes para os adolescentes buscando assim trazer mais clareza aos pais, especialmente os que encontram dificuldades para dialogar com os filhos.

Tédio, solidão, namoro, estresse, ansiedade, pressão sobre os estudos, apreensão com o futuro, medo, raiva, falta de novas experiências…É preciso ter cautela e saber abordá-los. Não seja invasivo e tente praticar a comunicação não violenta (já falamos sobre essa ferramenta. Clique aqui para saber como aplicar).

Sim, é desagradável receber uma rejeição do filho, mas, antes de estourar em gritos ou em lágrimas, use a empatia e procure se colocar no lugar dele. Os pais devem exercitar a paciência e inteligência emocional. Afinal, como cobrar dos adolescentes determinados comportamentos, que não se aplica no nosso dia a dia? É verdade que na vida adulta esquecemos como é ser adolescente, tornando tudo prático e afastando você do convívio com os filhos adolescentes.

Isolamento na adolescência | Patrícia Garcia

Como ajudar os adolescentes a romperem essa barreira do isolamento? Sugerimos algumas dicas para esse processo:

• Engaje-os em atividades e hobbies: envolvê-los em atividades próprias para a idade e diminuir o tédio, descobrir o que eles gostam de fazer e quais habilidades eles tem, como por exemplo desenho. E convidá-los para participar de um hobby, organizar uma tarde de jogos, uma noite de cinema.

• Falar de amor: términos de relacionamentos são como o fim do mundo para adolescentes. Estimule os seus filhos a se abrirem e demonstre preocupação e interesse no relacionamento deles. Você pode compartilhar algumas das suas experiências da adolescência para mostrar que compreende os dilemas pelos quais estão passando.

• Se ofereça para ajudar nos estudos: os adolescentes se preocupam em ter bons desempenhos em diversas áreas de suas vidas e qualquer erro já é motivo para acreditarem que são fracassados . O estudo costuma ser a maior dessas cargas. Mesmo que você não saiba os conteúdos da escola, principalmente da escola japonesa, se ofereça para ajudar a estudar, pergunte o que ele entendeu do conteúdo e peça para ele explicar como resolver a questão, isto favorece o processo de aprendizagem.

• Inicie uma conversa com os adolescentes: mesmo que seu filho não goste de conversar, você pode dar o primeiro passo ao expressar como se sente. Muitos pais ainda tem medo de parecerem fracos ou imperfeitos para os filhos, mas a verdade é que, ao observar a sua vulnerabilidade, eles compreendem que também podem se sentir assim.

Neste contexto, os pais devem conter o impulso de dar conselhos. Os filhos também sentem necessidade de desabafar sem esperar soluções. Se eles pedirem a sua opinião, a forneça sem dúvidas. Porém, se eles quiserem apenas compartilhar basta dizer “entendo, eu também me sinto assim”.

Esse é o início de um novo relacionamento de confiança, respeito e muito diálogo.

Isolamento na adolescência | Patrícia Garcia

O Chōchō está com uma super novidade, um processo evolutivo para adolescentes e jovens cheio de interação e reflexão. No dia 27 de março, em Hamamatsu será realizado o Workshop Processo Evolutivo Chōchō: Novas Possibilidades, Novos Comportamentos. Venha participar e aprender mais sobre como estimular seus filhos!

Agora eu tenho algumas perguntas: “Este artigo fez sentido para você?”, “Você quer saber mais sobre o Projeto Chōchō?” Acesse nossas redes sociais e faça sua pergunta. Aqui, elas sempre são bem vindas!

Faça contato através das nossas redes sociais.
Facebook
Instagram
Youtube

Leia também:

Curiosidade infantil: crianças fazem perguntas, mas também procuram as respostas! | Patrícia Garcia

Como as crianças expressam amor? | Patrícia Garcia

Resumão de imagens e vídeos engraçados que viralizaram no Japão #2


Isolamento na adolescência | Patrícia Garcia