Museu virtual para visitar durante seu distanciamento social | HASARD

Museu virtual para visitar durante seu distanciamento social | HASARD

O coronavírus já está afetando o meu cérebro, duvido que você consiga ficar um dia sem ouvir falar o nome desse vírus. Cada um está lidando com o distanciamento social do seu jeito, e eu sou uma delas.

Massss, espero que ao terminar esse período, eu possa ir aos museus que eu tanto gosto!

Eu comecei o meu distanciamento social faz uns três dias (isso ainda não é nada para alguns, mas para mim é muita coisa!), estou trabalhando de casa, e provavelmente toda a minha agenda de trabalho será cancelada, já que esse distanciamento foi um pedido da empresa.

Então, cá estou eu, escrevendo para vocês diretamente do meu humilde apartamento, em uma cidade qualquer do Japão. Bom, não vem ao caso. Vamos ao que importa!

Descobri um museu online chamado HASARD, e vim apresentar para vocês. “Que todos tenham acesso a arte, a todo momento”, essa é a filosofia do museu. Achei demais, e vocês?

Na parte da apresentação do museu está uma carta escrita pelo criador da HASARD:

“Eu ainda estava no Ensino Fundamental, e meus pais me levaram no museu. Eles nem eram tão interessados em arte, acho que só estávamos visitando o museu por curiosidade, porque tinha acabado de inaugurar e era municipal. Então, eu me deparei com a obra de Marc Chagall, “Finale of the Ballet Aleko”. (…) acho que eu fiquei em frente daquela tela por cerca de três horas, e só saí dali porque meus pais me chamaram para ir embora. A partir daquele dia as minhas aulas de arte se transformaram nas melhores horas, e o meu lápis já não era apenas um instrumento para escrever (…). Porém, no Japão não há muitas oportunidades para que possamos ter contato com a arte, e como eu queria mudar isso, então eu criei esse site (…)”.

O museu conta com obras de Vincent van Gogh, Claude Monet, Vilhelm Hammershoi, Louis Anquetin, Henry Ossawa Tanner, Hasui Kawase, entre outros. Vale a pena conferir.

Acesse o site do museu aqui.

O que mais me chamou a atenção foi a exposição de Claude Monet, pois as obras de artes se mexem. Essa obra abaixo de Monet, “A ponte de Argenteuil” (1873) também está na exposição, e as águas do rio se movem na sua tela do computador ou celular. Se você ama arte vai achar isso espetacular!

Veja a exposição de Monet aqui.

Museu virtual para visitar durante seu distanciamento social | HASARD

 


Museu virtual para visitar durante seu distanciamento social | HASARD

 

 

 

Detalhes